Archive for novembro \27\UTC 2008

CRISTÃOS: Ovelhas ou cabritos?

novembro 27, 2008

A atitude de voluntários mostrada no vídeo acima, a ação de um dos nossos parceiros deste blog e outras de entidades não religiosas, inspiraram a postagem desta matéria. 

  (more…)

Anúncios

Quais suas conclusões?

novembro 25, 2008

Jesus Cristo: um personagem real ou imaginário? (Final)

novembro 24, 2008

Durante alguns anos eu pensava que as pequenas diferenças existentes nas passagens comuns dos quatro evangelhos diminuíam sua credibilidade. Com o decorrer da minha análise, compreendi que essas diferenças também eram importantes para atestar a existência de Cristo. Compreendi que as suas biografias não procuravam ser cópias umas das outras. Eram resultado da investigação de diferentes autores em diferentes épocas sobre alguém que possuía uma história real.
Todos os evangelhos relatam Pedro negando Cristo. Porém, quando Pedro o negou pela terceira vez, somente Lucas em seu evangelho comenta que Jesus, naquele momento, voltou-se para Pedro e o olhou fixamente (Lucas 22:61). As diferenças de relatos nos quatros evangelhos, ao contrário do que muitos podem pensar, não depõem contra a história de Cristo, mas sustentam a sua credibilidade. Vejamos:
Lucas era médico e, como tal, aprendeu a investigar os fatos detalhadamente. Tinha um “olho clínico” acurado, devia detectar fatos que ninguém observava ou valorizava.

(more…)

Jesus Cristo: um personagem real ou imaginário? (Parte 3)

novembro 24, 2008

Cristo não se comportava nem como herói nem como anti-herói. Sua inteligência era ímpar. Seus comportamentos fugiam aos padrões do intelecto humano. Quando todos esperavam que falasse, ele silenciava. Quando todos esperavam que tirasse proveito dos atos sobrenaturais que praticava, pedia às pessoas ajudadas por ele que não contassem a ninguém o que havia feito. Evitava qualquer tipo de ostentação. Que autor poderia imaginar um personagem tão intrigante como esse?
O mundo dobrou-se aos seus pés, não pela inteligência dos autores dos quatros evangelhos, pois neles não se percebe a intenção de produzir um texto com grande estilo literário. O mundo o reverenciou porque seus pensamentos e atitudes eram tão eloqüentes que falavam por si mesmos, não precisavam de arranjos literários por parte dos seus biógrafos.
O que chama atenção nas biografias de Cristo são seus comportamentos incomuns, seus gestos que extrapolam os conceitos, sua capacidade de considerar a dor de cada ser humano mesmo diante da sua própria dor. As reações de Cristo realmente contrapõem-se aos nossos conceitos. Vejamos sua entrada triunfal em Jerusalém.

(more…)

Um mes de sucesso!

novembro 23, 2008

Hoje Pensamento Lógico esta fazendo um mês que esta no ar, nesse período recebemos até o momento 1918 visitas, 288 comentários, com 53 matérias nas áreas de ciência, ambientalismo, agnosticismo, e filosofia.

Obrigado a todos que nos visitaram, e a toda equipe de mantenedores os quais proporcionaram matérias que qualidade cultural, e filosófica tendo como principal compromisso com a verdade de suas consciências.

Pelo pouco tempo de vida deste produto, acreditamos que atingimos números importantes além do que imaginávamos, onde tudo isso não seria possivel sem a ajuda principal do Ivan, pesquisador e conhecedor de vários assuntos, dentre eles da historicidade bíblica.

Jesus Cristo: um personagem real ou imaginário? (Parte 2)

novembro 22, 2008

Se estudarmos as intenções conscientes e inconscientes dos autores dos evangelhos, constataremos que eles não tinham a intenção de fundar uma filosofia de vida, de promover um herói político, de construir um líder religioso, nem de criar um homem diante do qual o mundo deveria se curvar. Eles queriam apenas descrever uma pessoa incomum que mudou completamente suas vidas. Queriam registrar fatos, mesmos que incompreensíveis e estranhos aos leitores, que seu mestre viveu, seus discursos e pensamentos. Se nos aprofundamos nos meandros dos pensamentos descritos nos evangelhos, constataremos que há diversos fatores que evidenciam que Cristo tinha uma personalidade inusitada, distinta, ímpar, imprevisível.

(more…)